Review The Walking Dead 4×13 – “Alone”

Faltando apenas 3 episódios para o fim da temporada, “Alone” traz um pouco mais de ritmo à história. Mas vamos por partes…

phpThumb_generated_thumbnailjpgSeguindo o padrão desta segunda etapa, o episódio é dividido entre 2 dos grupos que escaparam da prisão. No primeiro momento, temos um breve insight da vida de Bob antes de seu encontro com Daryl na estrada. Sozinho, único sobrevivente de dois dos grupos ao qual pertencera até o momento, fica subentendido que a solidão foi o grande motivador de seu vício mas, agora, ao lado de Sasha e Maggie, ele encontra a esperança de que não está destinado à solidão novamente. Sasha, no entanto, tem tanto medo de confirmar a morte de todos os outros que já assume a posição de que só restaram os três e quer desencorajar Maggie de sua busca implacável por Glenn.

Porém, o encontro do grupo com a sinalização que leva à TERMINUS, a certeza de Maggie cresce e ela decide que não vai descansar enquanto não alcançar este tal “porto seguro”, já que Glenn faria o mesmo por ela. Decidida a não colocar os companheiros em risco, ela começa a fazer o caminho sozinha e, é claro, Bob convence Sasha a seguir atrás dela.

Maggie se coloca em várias situações arriscadas para deixar mensagens para Glenn nos postos de indicação the-walking-dead-alone-recap-review-3-feature-340x213nos trilhos do trem e está tão focada, mas tão focada, que nem repara que, ao seu lado, encontra-se o mesmo cemitério em que vemos Beth e Daryl minutos antes. Talvez se ela prestasse mais atenção ao seu redor, teria encontrado a irmã (embora ela sequer tenho falado o nome de Beth até agora).

O resto da história do grupo é meio água com açúcar: Bob tasca um beijo em Sasha na esperança de convencê-la a seguir com ele atrás de Maggie, o que não acontece. E ainda bem que não acontece, senão as chances de Maggie seriam um tanto menores, já que foi Sasha que a resgatou no fim das contas.

COMENTÁRIO BÔNUS: Vamos ceder à Maggie a medalha de “melhor morte de zumbi da semana” pela decaptação com aquela placa de trânsito! Que cena FODA!!!

O discursinho de união de Maggie me incomodou por ter sido a coisa mais egoísta do mundo e, com certeza, não foram as suas palavras que convenceram Sasha a seguir com ela. Aposto no beijo de Bob como principal motivador!!!

imagesPS: Mais alguém achou a cena dos três seguindo quase abraçados pelo trilho do trem muito parecido com um certo filme dos anos 80 chamado “Stand By Me”?

O segundo grupo abordado foi o mais novo possível casal Beth e Daryl, foco central da semana passada. Continuando a desenvolver a relação entre os dois, vemos uma lição de tiro de Daryl bem mais calma e paciente do que a anterior. Beth torce o pé em algum objeto não identificado e ganha até carona nas costas do galã da série.

The-Walking-Dead-Alone-Beth-Emily-Kinney-StillCompartilham um momento muito delicado em um cemitério, deixando flores no túmulo de um pai falecido na década de 70, permitindo à Beth um momento para sentir a morte do próprio pai. Não sendo o bastante, ainda encontram a funerária totalmente limpa, vazie e cheia de comida fresquinha. Eu sei que a Beth vive num mundinho cor de rosa e só vê a bondade em tudo e todos, mas o Daryl deveria ter desconfiado um pouco de uma esmola tão grande, não?

Claro que o paraíso deles dura muito pouco e a casa é tomada por uma enxurrada de zumbis. Daryl manda Beth correr para fora Daryl-and-Beth-Walking-Deadenquanto ele lida com a situação e escapa por muito, muito pouco. Ao alcançar o lado de fora, vê apenas as coisas dela no chão e um carro se afastando. Pessoalmente, eu DUVIDO que Beth o abandonaria ali, então presumo desde já que ela foi sequestrada. Por quem? Não faço ideia! Mas se a HQ é alguma indicação, a coisa não vai ser muito bonita…

Daryl tenta seguir o carro, mas acaba sozinho e abandonado na estrada, claramente desconsolado e despido de qualquer esperança. E é no auge do abandono que ele se vê cercado por um grupo nada amigável. Não posso garantir, mas tenho quase certeza de que é o mesmo grupo com quem Rick cruzou alguns episódios atrás, o que é uma péssima indicação de caráter. Daryl logo ataca o líder deles mas, diante da resposta recebida, abaixa sua arma e se apresente. Nos resta descobrir se ele vai se unir ao grupo novo (que lembra muito a personalidade de Merle) ou escapar em busca de Beth e os outros sobreviventes da prisão.

TWD-S4-413-Daryl-325

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s