Precisava mesmo cancelar?

Muitas vezes, séries de altíssima qualidade são canceladas logo na primeira temporada por causa de baixos níveis de audiência. Lá fora, eles param de passar de uma hora pra outra, mesmo que já existam episódios inteiros produzidos e prontos para exibição. Eu sou muito fã de várias séries de temporadas únicas (ou até pela metade) que acredito que deveriam ter continuado em prol de conteúdo de qualidade. Ficam aqui algumas sugestões para quem tiver interesse em assistir:

05. MY SO-CALLED LIFE

Hoje nós estamos acostumados com as séries adolescentes que mostram o lado mais angustiado dessa idade em que tudo é feito com tanta urgência, mas no início dos anos 90 o público estava acostumado com “Barrados no Baile”, celebrando a alegria de ser jovem e bonito. A série chegou no Brasil com o nome de “Minha Vida de Cão”, pelo Multishow e eu, na época com uns 10, 11 anos, fiquei totalmente anestesiada. Nem todo mundo ouvir falar na história que deu origem à dois grandes atores da atualidade: Claire Danes, como a protagonista Angela, e Jared Leto, como Jordan Catalano. Esta foi uma das primeira séries adolescentes a lidar com temas polêmicos como abuso de drogas e homofobia entre os jovens. Apesar de seu cancelamento prematuro, foi muito importante como influência de shows que vieram depois e conseguiram o espaço para trazer uma realidade mais realista à angústia adolescente.

04. REUNION

Eu fui completamente apaixonada por essa série. Sua proposta era inovadora e trazia atores completamente novos, mas acabou sendo um daqueles casos de cancelamento súbito no meio da temporada. Dos 20 episódios planejados para a primeira temporada, apenas 8 foram exibidos nos Estados Unidos e apenas 13 foram produzidos no total. Os últimos 5 foram exibidos no Brasil e na Austrália exclusivamente. A série tratava das relações entre 6 amigos de colégio e começava em 1986. Na reunião dos 20 anos de formatura, um deles foi assassinado e a série contaria (1 ano por episódio) a história deles, desvendando o crime. Após o cancelamento, os produtores revelaram a identidade do assassino em entrevistas, mas não tem a mesma graça saber a resposta sem entender o que exatamente levou àquilo. Desde sua exibição, dois dos atores acabaram alcançando sucesso na Televisão: Chyler Leigh se tornou a Lexie Grey do sucesso Grey’s Anatomy e Dave Annable passou anos no ar com Brothers and Sisters.

03. FLASHFORWARD

Um dos melhores roteiros existentes em anos, mas complicado demais para a audiência de massa, Flashforward foi ao ar na temporada de 2009-2010 competindo com “V” pela espaço de “LOST” na rede ABC. Com uma qualidade de produção de fazer inveja, um roteiro espetacular e um elenco de primeira, se tornou um ícone cult, mas perdeu em níveis de audiência para a série alienígena e teve que aceitar se tornar um DVD para colecionador. A série narrava um acontecimento universal misterioso: Toda a população perdeu a consciência por exatos 2:17 min e, dormindo, vislumbraram 6 meses no futuro, o que faz com que alguns batalhem para evitar suas visões enquanto outros lutam para realizá-las. Com o cancelamento da série, Jack Davenport foi virar diretor de teatro em “Smash” enquanto Zachary Knighton fez novos amigos e entrou pro elenco de “Happy Endings”. Já Joseph Fiennes fez votos de celibato e perdeu sua virgindade com o demônio como o Monsenhor de “American Horror Story – Asylum”.

02. UNDECLARED

Um sitcom totalmente voltado para o público teen, Undeclared seguia a história de um garoto Geek que chega na faculdade e começa a descobrir que o mundo é muito maior do que ele conhecia no colégio. Como calouro, ele se torna colega de quarto do maior garanhão da turma, perde a virgindade, se apaixona… Tudo que qualquer pessoa normal faz ao descobrir o incrível universo universitário de libertinagem e cerveja. MUITA cerveja. Undeclared era uma visão mais sarcástica do humor universitário, mas foi cancelada em sua primeira temporada, como todos os projetos de Judd Apatow antes dele explodir com “O Virgem de 40 Anos”.

01. FREAKS AND GEEKS

Antes de Judd Apatow se tornar um fenômeno da comédia cinematográfica, antes de Jason Segel encantar o mundo em How I Met Your Mother, antes de Seth Rogen se tornar o gordinho mais querido da América, antes de Busy Phillips fazer Dawson’s Creek e antes de James Franco se tornar um dos maiores atores de sua geração… Havia Freaks and Geeks.

A série foi cancelada com 18 episódios mas a rede aceitou transmitir os últimos 3 episódios produzidos após manifestações fanáticas dos poucos fãs. Eu, pessoalmente, era completamente apaixonada pela série, a considerando o mais fiel retrato do que é ser adolescente, com todas as angústias e as pequenas alegrias.

Anúncios

One thought on “Precisava mesmo cancelar?

  1. eu gostava das series Exterminador do futuro: Sarah Connor crhonicles mas foi cancelado por que os produtores eram muito ambiciosos, queriam uma serie pra ter a msm audiencia de lost, e tambem gostei bastante de V visitantes, nao teve muita audiencia, mas achei muito boa msm, é uma pena essas duas series que eu achei legais nao terem um final

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s