Cobertura Lollapalooza 2013 – Dia 02

lollapaloozaO segundo dia do Lollapalooza teve o melhor Line up de todos. Achei tão bom, mas tão bom, que cheguei às 13:30 e fui correndo para o Palco Alternativo conferir um banda nacional absolutamente maravilhosa, que deu um show incrível: Ludov.

SHOW DO LUDOV

30mar2013---a-banda-brasileira-de-rock-alternativo-e-indie-pop-ludov-se-apresenta-no-alternativo-stage-durante-o-segundo-dia-do-lollapalooza-brasil-2013-1364667663125_956x500Diferente do primeiro dia, o Sol reinou durante o dia todo, secando um pouco o chão de terra e permitindo que o pessoal chegasse mais perto do palco pra conferir o show. A banda é super carismática, ultra talentosa e realmente fez a galera dançar. Infelizmente não consegui encontrar nenhuma filmagem do show dos caras no festival, então vou deixar com vocês o clipe de uma das minhas músicas favoritas. Outra coisa que achei achei incrível foi a menina da linguagem de sinais ali no canto do palco “cantando” com as mãos. Até mesmo o air guitar durante os solos foram representados. Incrível!

No meio da tarde, voltamos correndo para o Palco Alternativo para assistir a um show que já conhecíamos lá de 2011, pois o cara abriu o show do Eric Clapton no Morumbi: Gary Clark Jr.

SHOW DO GARY CLARK JR

335914_479820182047466_2119262374_oEu me lembro exatamente do momento em que eu me apaixonei por Tedeschi Trucks Band no SWU ao ver todos os tipos de pssoas diferentes dançando e se deixando embalar pela música. O show do Gary Clark Jr teve essa mesma mágica. A gente olhava em volta e ficava fascinado assistindo os coxinhas, os hipsters, os alternativos, os gays, os casais heterosexuais, as patricinhas, os doidos fantasiados… Todo mundo junto, dançando, mesmo sem conhecer as músicas! São nestes momentos que eu realmente sinto um festival do porte do Lollapalooza. Apesar de todos os defeitos de produção do evento, momentos como este show maravilhoso fazem tudo valer à pena! Finalizar o show com uma versão swingada de um clássico do Rolling Stones só foi a cereja do bolo, aquele detalhezinho extra pra fazer o público ir à loucura e, finalmente, poder fazer o que sabemos que estão com vontade de fazer há mais de uma hora: cantar junto. Absolutamente lindo! Podem procurar os vídeos agora mesmo!!!

Uma breve pausa pra descansar entre os shows foi totalmente providencial. Nos recostamos ali no estande da Redecard pra encontrar uma amiga que acabara de chegar e reencontrar um amigo desaparecido há 5 anos e, entre os shows do Franz Ferdinand e do Alabama Shakes, fomos correndo para o Palco Alternativo curtir um blues incrível no melhor estilo sulista americano…

SHOW DO ALABAMA SHAKES

lollapalooza-2013-sabado-alabama-shakes-8Sabe aqueles momentos épicos em que você simplesmente se apaixona à primeira vista? O show do Alabama Shakes foi exatamente assim. Eu não conhecia, cheguei lá esperando ouvir uma banda mais fraquinha e, de repente, me deparei com um vozeirão maravilhoso. Foi absolutamente impossível ficar parado e as celebridades compartilham da minha opinião: Encontrei Carolina Ferraz (ali parada só assistindo), Leandra Leal (linda pessoalmente e dançando como o resto de nós) e Antonio Tabet (criador do Porta dos Fundos, cercado de fãs alucinados, coitado). Além de tudo, este show acompanhou o pôr do sol quase roxo daquele dia ensolarado. Absolutamente transcendental.

Viramos as costas e fomos para o Palco Cidade Jardim logo ali do lado, encontramos um cantinho não muito abarrotado nem longe demais do palco e nos preparamos para o que seria o melhor e mais Rock and Roll show do dia: Queens of the Stone Age.

SHOW DO QUEENS OF THE STONE AGE

30mar2013-queens-of-the-stone-age-se-apresenta-no-palco-cidade-jardim-no-segundo-dia-do-lollapalooza-brasil-2013-no-jockey-club-de-sao-paulo-1364684014410_956x500Josh Holmes é um DEUS em cima do palco.  Acompanhados de uma amiga que ainda não conhecia a banda (sim, eu sei, totalmente absurdo, né?) ficou muito claro como este show foi absolutamente espetacular. Além do peso inconfundível, os solos de guitara espetaculares e as linhas de baixo maravilhosas, ainda tivemos a chance de escutar algumas músicas inéditas em primeira mão. Pessoalmente, saí DESTE show completamente rouca e com dores nos pés de tanto pular e no pescoço de tanto balançar a cabeça cantando, dançando e brandindo os braços feito uma louca. Se alguém nesta noite não era fã ainda, pode ter certeza que, a esta hora, já é. O vídeo abaixo mostra o show dos caras na íntegra. Se eu fosse você, me recostava agora e curtia esses 64 minutos de mais puro Rock and Roll.

Precisávamos de um descanso depois do show maravilhoso do Queens, então subimos para encontrar alguns amigos e reabastecer em cerveja e comida. Infelizmente, a falta de organização reinou: a cerveja nos bares fora da área dos palcos simplesmente ACABOU. Um absurdo, certo? Quer dizer, com todo o patrocínio da Heineken, cerveja era a última coisa que poderia acabar!!! Foi neste momento que descobrimos a melhor gordice de todas: O potinho de mini-churros! Quentinho, recheado com doce de leite e no tamanho certo pra dividir com uma galera! O único defeito? O preço: R$8,00 o potinho. Bom, melhor que a pipoca murcha e fria que saía pelo mesmo preço!!! De lá, voltamos para o nosso cantinho no Palco Cidade Jardim para o show do Black Keys. Aproveitei para tentar ir no banheiro pela primeira e última vez: nojento! pior banheiro de todos os festivais que eu já fui!!!!

SHOW DO BLACK KEYS

lollapalooza-2013-black-keys-pearl-jam-e-the-killers-estao-confirmadosEu já não sou muito fã da banda pelo que já conhecia, mas como vocês podem perceber eu tenho o hábito de me apaixonar por bandas apenas depois de assisti las ao vivo, então fui pra lá animada e empolgada… Mega decepção, mas a culpa não foi deles: Me deparei com o mesmo problema do show do Cake. O som estava muito baixo. Não estávamos muito longe do palco e, em um grupo de 7 pessoas, conseguíamos conversar normalmente. Pô, isso não deveria acontecer em nenhum show, mas na atração principal é realmente ABSURDO! Foi dando um bodinho generalizado não apenas na gente, mas em todos ao nosso redor que, aos poucos, foram deixando a arena desanimados… Uma pena! De verdade! Até curti algumas músicas, mas faltou aquele clima que realmente envolve o público, sabe? Quem ficou colado no palco  deve ter curtido muito, mas para nós que preferimos um pouco mais de conforto ao empurra-empurra dos primeiros 20 metros, realmente, foi como escutar o CD no rádio do carro…

Saímos de lá andando para comer alguma coisa e, novamente, não encontramos nenhuma multidão ensandecida de atropelando pelas ruas… No geral, o dia foi maravilhoso! O único problema real (além dos banheiros) foram as marcas de sol que eu trouxe de lembrança… Eu, que sou branquinha, ainda por cima, vou carregar essas marcas de regata comigo por alguns bons meses…

Anúncios

One thought on “Cobertura Lollapalooza 2013 – Dia 02

  1. Pingback: Diário de um roqueiro viciado em festivais | Junkies de Conteúdo

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s