Terceira temporada de “The Walking Dead” chega ao fim decepcionando muita gente

The Walking Dead vem ganhando fãs alucinadamente desde a segunda temporada, se tornou uma febre mundial e, assim como o vírus que rapidamente transformou a população mundial em corpos devoradores de carne humana, tornou os zumbis uma febre no mundo todo. Ontem à noite foi ao ar nos Estados Unidos o último episódio da terceira temporada, deixando muitas dúvidas pairando no ar, muita coisa mal resolvida e muitos corpos novos pelo caminho…

Depois de muito sangue derramado nos últimos 15 episódios (incluindo até este momento T-Dog, Lori, Oscar, Axel, Ben e Merle), a expectativa deste 16º episódio era de nos depararmos com uma verdadeira chacina, mas os produtores deixaram bem claro que não estão nem aí para as nossas vontades e nos entregaram um episódio extremamente emocional e significativo no caminho da auto descoberta de muitos personagens. O que isso significa? Que podemos esperar muito mais calculismo quando a série retornar em outubro.

O Governador mostrou de uma vez por todas que não está para brincadeira. A primeira seqüência do episódio entre Phillip, Milton e Andrea foi certamente a mais espetacular de todas. Ha um sadismo completamente doente na forma como ele esfaqueia o médico apenas o suficiente para deixá-lo morrer lentamente no chão da câmara de tortura na qual Andrea permanece presa. Milton tentou ajudá-la e a lição que o Governador resolve ensinar é espetacularmente cruel: morrer lentamente, retornar como zumbi e devorá-la.

Neste momento há o melhor diálogo do episódio, no qual Milton pergunta ao Governador o que Penny pensaria se o visse daquela forma e a resposta chega sem a menor reação emocional: “Ela teria medo. Mas se eu tivesse sido assim desde o início, talvez ela não estivesse morta”. Cena linda, diálogo espetacular!

O ataque do Governador à prisão não foi surpresa pra ninguém. A surpresa, pra mim, foi o grupo de Rick ter conseguido espantar esse monte de gente de lá. Durante a fuga de volta para Woodbury, o Governador para seu comboio e, ao ser questionado, decide que a coisa mais prática a fazer é simplesmente atirar em todo mundo que discordar dele. Simples assim. Depois de tanto ser insuportável, Allen levanta a arma para ele e acaba tomando um belo de um tiro na testa. Ele vai embora com apenas dois capangas, incluindo Martinez, e deixa para trás o que ele acredita ser apenas uma pilha de corpos, mas Karen consegue sobreviver escondida debaixo de um cadáver.

Depois de uma conversa com Rick no qual ela lhe explica que entende as razões dele em cogitar entregá-la ao Governador, Michonne é finalmente aceita pelo xerife e entra na tropa de elite que vai caçar o Governador. Já Carl, depois de um demonstração de frieza e calculismo bem séria, é delatado por Hershel ao Rick e deixado para trás na prisão quando o pai parte com Daryl e sua mais nova melhor amiga. CLARO que eles encontram Karen no meio do caminho e ela os guia de volta até os muros da cidade, guardados por Tyreese e Sasha. Ao contrário de Rick, os dois são bastante receptivos ao escutarem o que realmente aconteceu na estrada.

Rick, Daryl e Michonne lhes explicam que, após sua fuga, Andrea nunca apareceu na prisão e eles temem que o Governador a esteja mantendo presa no mesmo local no qual Glenn e Maggie foram colocados em cativeiro. Eles têm razão, na realidade, mas não poderiam imaginar o que encontrariam lá.

Milton havia deixada um alicate cair próximo à cadeira dela e a pede para pegá-lo com o pé, libertar-se e enfiar algo afiado na cabeça dele para que não se torne uma das criaturas. Ela tem pouco tempo pois ele está claramente à beira da morte. Ela consegue soltar as mãos bem no momento em que ele acorda como zumbi e avança em sua direção. Ela consegue matá-lo, mas não sem antes receber uma bela mordida no pescoço.

Rick não conseguiu chegar à tempo, e eles a encontram jogada no chão esperando a morte chegar. Ela pede que eles lhe permitam ter a dignidade de acabar com a própria vida enquanto ainda pode e Rick entrega sua arma à ela. Ela e Michonne conseguem ter seu momento de despedida e a mulher mais durona da história da TV se irrompe em lágrima e se recusa a deixar Andrea no momento final. Os outros saem da sala, mas quando o estampido da bala ressoa, Michonne ainda está ao lado da amiga.

Quando retornam à prisão, trazem com eles toda a população restante de Woodbury e Rick procura o fantasma de Lori mas não o encontra mais, como se ele houvesse finalmente alcançado a própria redenção. O Governador não dá mais as caras, mas pode ter certeza que ainda veremos muito dele na próxima temporada.

Anúncios

One thought on “Terceira temporada de “The Walking Dead” chega ao fim decepcionando muita gente

  1. Pingback: Junkies de Conteúdo

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s