Uma questão de talento

vinyl

Como muitos sabem, sou guitarrista de uma banda de Rock independente, a Tres Doses. Vivo essa vida de banda, shows, casas noturnas, há 12 anos e já vi muita coisa. Para o bem e para o mal. Amigos meus me consideram, erroneamente, devo dizer, um expert musical. Repito, estou anos-luz disso. Mas resolvi trazer para o post de hoje uma visão sobre o cenário independente. Vale dizer, aqui, que restrinjo a falar de São Paulo e de Rock.

Que o mercado está em severa transformação, é óbvio. As antigas práticas não atenderão o consumidor em um futuro, que considero, muito próximo. As grandes gravadoras estão perdendo espaço e a Internet se tornou, talvez, a maior ferramenta de divulgação do trabalho de um artista.
A questão, para mim, é que as apostas em novos artistas são, cada vez mais, pasteurizadas. Todas as bandas precisam ter o mesmo esquema de baterias retas, baixos retos, guitarras com pouca distorção, ou muita distorção limpída, vocais limpos, claros, melodias clichês… (assistam e riam)
Ao limitar as possibilidades nesse nível, só se encontra o lugar comum: lança-se uma banda; investe-se pesado em mídia; o artista bomba na mídia de massa; o artista passa a aparecer em todos lugares, demais; o interesse diminui; o artista some. Nesse momento, quando o artista, que foi massificado, cai no “ostracismo”, é comum ele soltar um disco em que mostra sua cara de verdade. Aí é possível que consiga seguidores fiéis (Los Hermanos, CPM 22) ou caia no esquecimento (alguém lembra do Cine?).
Eu espero muito que voltemos a privilegiar o talento. Sem ele, não há nada.
Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s